domingo, 12 de agosto de 2007

Sérgio Scabia......


Dentro do conceito de Unidade, não existe separação real entre os dois sexos a nível espiritual, pois todos pertencemos à grande família humana, trocando repetidamente de papel nas múltiplas encarnações pela nossa caminhada aqui na Terra.

Durante boa parte de minha vida profissional lidei principalmente com homens. Fábricas de equipamentos, de automóveis. Um mundo onde a mulher era relegada a serviços gregários, de apoio e nunca de decisão real sobre o rumo ou o próprio dia-a-dia das empresas.
Em muitos outros campos a situação era - ou continua - pior, visto que sua presença na política e na religião ainda é assustadoramente minoritária, quando não inexistente, como se elas não tivessem capacidade de fazer política ou de exercer o sacerdócio... Vale aqui lembrar o sofrimento e o horror com que foram contempladas tantas mulheres sensíveis, devotadas, humildes e indefesas que detinham a verdadeira sabedoria milenar da cura, passada de geração em geração e que foram queimadas vivas como "bruxas", termo este que ainda soa pejorativo, pela "sagrada" ou maldita inquisição.

Com certeza - ouvindo a mulher - teríamos menos fanatismo descabido, menos guerras fratricidas, ninguém passaria mais fome. As mães, as esposas não permitiriam que seu filhos e maridos se tornassem vítimas das atrocidades que o mundo de hoje, dos "homens guerreiros" nos proporciona em permanência absurda. Não deixariam as armas falarem alto esmagando o direito à vida, ao respeito para com cada ser da Natureza.

Creio que as coisas estejam se transformando muito rapidamente e que esta mudança venha acontecendo pela própria iniciativa das mulheres que estão cada vez mais participativas, focadas e conseguindo se colocar de forma cada vez mais consciente, conquistando o espaço que lhes pertence por direito divino.

São "elas" que tão bem interagem, defendem causas importantes, nos realimentam, informam, direcionam e tudo isso sendo realizado de forma suave, serena, carinhosa e nos manifestando apoio incondicional e incentivo.

Pelo que consigo ainda acompanhar, mesmo que na maioria das empresas a discriminação continue e os salários reflitam ainda notável diferença com os dos homens, em função semelhante, aumenta o número de mulheres em posições de destaque em grandes empresas - que já não são poucas - onde a simplicidade, a ética, a compaixão, o comprometimento real e o total respeito para com o meio-ambiente representam objetivos e valores de base, compartilhados em todos os níveis.

Sei que quase tudo passa, desde o momento da fecundação, o primeiro sopro de ar ao vir ao mundo, por estas criaturas iluminadas e abençoadas, que tanta importância têm na vida de todos. Pessoas que, em breve, terão de se render a esta revolução silenciosa e sem vítimas que está acontecendo nas nossas residências, nos nossos locais de trabalho, nesta incessante luta pela verdade que tantas avós, mães e filhas estão realizando para transmutar esta realidade de desamor, disparidade, sofrimento e injustiça.
Espero poder ainda ver nesta vida homens e mulheres percebendo, aplicando, compartilhando entre si que a Lei do Amor é a única lei do Universo, que basta aprender a amar para ser amado e que mulheres e homens estão juntos na mesma desafiadora caminhada, na mesma incansável busca pela evolução, pela igualdade, pela Vida!
Considero-me um eterno aprendiz em busca da verdade e do conhecimento essencial, que por vezes, mesmo estando bem à nossa frente, na natureza, no nosso coração, nas pequenas experiências pessoais, nos escapa, por estarmos sintonizados ainda com "conceitos consagrados" que vêm de fora e passaram a fazer parte de nosso comportamento. Tenho certeza de que a verdade está dentro de nós e que somente é necessário silenciar a mente para desfrutar da infinita quantidade de preciosas informações, do apoio e do amor incondicional que o Universo coloca ao nosso alcance. Minha esperança é que cada indivíduo reencontre a sua maravilhosa unicidade - dentro da Unidade do Todo - e passe a contribuir de acordo com sua preciosa missão de vida para a evolução sem fim do Universo.

Sérgio Scabia
Boas Leituras e Bom Verão

2 comentários:

Vieira Calado disse...

Venho também desejar-lhe boas e merecidas férias!
Beijinhos.

Rui Luís Lima disse...

olá manuela!
obrigado pela visita.
gostamos imenso do pensamento do Pascal que está no seu blogue.
beijinhos e boa semana
paula e rui lima