terça-feira, 29 de maio de 2007

O Guadiana O Tejo E O Douro


Diz uma lenda portuguesa que outrora houvera um encontro amigável de três rios: o Guadiana, o Tejo e o Douro. Aborrecidos de andar lá pelas cristas das montanhas natais, quiseram correr aventuras.
Combinaram então,como bons vizinhos, dormir um bom sono, preparador de energias; o primeiro que despertasse chamaria os outros,partindo então todos três para o mar. Dito e feito! Deitaram-se a dormir. O primeiro a acordar foi o Guadiana. Olhou para os outros, e , ou por ter dó de os acordar, ou levado por ciúmes de concorrente, pôs-se a caminho sem chamar os vizinhos. Escolheu, portanto, aprazívelmente a sua derrota, como quem percorre as áleas de um jardim frondoso.

Acorda a seguir o Tejo; esfrega os olhos, e avista ao longe já na planície, o Guadiana a brincar com o Sol, que o veste de escamas de ouro reluzente.
Furiosos, na ânsia de recuperar o tempo perdido, não escolhe caminho: atira-se pelas serras abaixo, salta desfiladeiros, despenha-se dos alcantis que lhe embaraçam a marcha.
Para entrar em Portugal, onde o Guadiana passeava gozando do seu jardim, salta num pulo os penedos altaneiros das Portas do Ródão. Daí em diante corre deliciosamente, deixando-se rolar na planície, ora charneca, ora várzea, até ao mar.
Acorda por fim o Douro. Furioso, enche o ar de pragas; quer vingar-se.
Enquanto o Guadiana brilha ao sol, como uma longa fita de aço, e o Tejo anda às curvas galantes, em passo medido, ele, o Douro, salta calhaus,desce vales, fundos como crateras; não escolhe, não pode escolher caminho: perfura serras e mais serras, salta tudo, despenha-se doidamente.

In Portugal - Leituras
LUSIADAS... Nunca louvarei O capitão que diga: Não Cuidei
. CantoVIII,est.89


Leitura/Estudo::: Portugal possui cinco rios internacionais: Douro, Tejo, Lima, Guadiana e Minho, este último não chegando a entrar em Portugal, constituindo fronteira com a Espanha. As suas bacias hidrográficas ocupam 63 % do território nacional. Desaguam todos em estuários, sendo o do Tejo, com os seus 325 Km2, o maior da Europa Ocidental. Estes rios são de uma enorme importância para actividades lúdicas, piscatórias e de regadio. Possuem de um modo geral uma fauna e flora riquíssima.

2 comentários:

Rui Luís Lima disse...

sentados na margem do rio, olhamos as águas que passam lentamente a caminho da foz... tal como a vida também os rios nascem e terminam na foz do universo:)***
bom fim-de-semana
paula e rui lima

manuela disse...

Estimados Amigos Lima: Paix~oes r Desejos.... DIVINO... no filme que apresenta hoje e “DO CÉU CAIU UMA ESTRELA” / “IT’S A WONDERFUL LIFE” (*****) por enquanto ainda não consegui comentar... não sei o q s passa. Tentarei mais logo. BFS* Manuel@