domingo, 1 de abril de 2007

Recordando O meu Poema... Aprendizes

Aprendizes ...

Uma folha em branco, nasce o grande lema...
Nada sai, nada se solta... apenas flúi o sonho, do poeta nesse poema!
O dia vai meio, e eu, no meu trabalho semeio, enfrento os desafios, escuto, paro e avanço, nesse caminho meu, que me traz felicidade e, também sempre o descanso da prosperidade!

Agradeço sempre ao meu Deus (E) as ajudas que me dá, mais as luzes que me acende, a vida assim entendida, fica mais leve, mais querida, e para quem isto não sente, fica muito mais sofrida!
Olhar e sentir o mundo pelo bem e pelo mal, no seu lado mais profundo deixa de ser infernal... Vivemos o paraíso no nosso perfeito juízo... e, sendo sempre “Aprendizes”, é que seremos felizes!
(E) = Entidade Superior
Manuel@Pinheiro

Um comentário:

Rui Luís Lima disse...

a poesia é a luz que ilumina a linguagem, nels existem todos os sentimentos, incluindo a esperança
uma boa Páscoa
paula e rui lima